quinta-feira, 20 de março de 2008

Inquérito da E.R.O

Dos nossos amigos do “Ramalho Ortigão” recebemos o seguinte pedido de colaboração:

Estamos a tentar reconstituir os locais de encontro das juventudes caldenses entre as décadas de 40 e 70. Temos aqui uma lista provisória. Ajuda-nos a completá-la, com outros locais que aqui não estejam referidos, e narra-nos um pequeno depoimento com lembranças de algum desses lugares onde "foste feliz".
E o que distinguia os locais, o que vos fazia preferir uns aos outros? A localização, os jogos, a qualidade da imperial ou das bifanas, as pessoas que lá iam, as horas a que fechavam, as conversas, o dono ou os empregados, tudo o que se lembrarem.
Respostas para

1. Cafés da Praça: Lusitano, Flor de Liz, Zaira, Bocage e Central
2. Outros cafés: Capristanos/Claras e Maratona
3. Cervejarias: Marinto e Camaroeiro
4. Pastelarias, Esplanadas: Machado, Bar-Restaurante do Parque e casino
5. Tascas: Ginjinha e Floresta
6. Noite: Inferno d'Azenha e Ferro Velho
7. Livrarias/papelarias: Tália, Parnaso, Silva Santos, Tertúlia, Turita e Jornália
8. Encontros/ bailes: Casino, Libonense e Bombeiros
9. Jogos: Casino, Clube de Inverno, Central, Marinto e Camaroeiro
10. Cinema/teatro: Pinheiro, salão Ibéria e CCC
11. Foz do Arelho (Verão): Café Caravela, Fnat (café e esplanada), Felix (restaurante) e Facho (bar)
12. Óbidos: IbnEricRex e Mansão da Torre

Vamos lá dar a nossa colaboração.

Comentários:

Esperamos que esta seja a primeira de muitas colaborações dos dois Blogs. Todos quantos claborarem estarão a ajudar a escrever um capítulo da história das Caldas. Quanto mais depoimentos recebermos, mais valiosas serão as conclusões. Contamos com os colegas da Escola.Um abraço. ANTIGOS ALUNOS DO E.R.O.

J.J

Ora bem, ainda tinha-mos: Tascas - A do Zé Pezudo ao lado da Pérola; Cafés - a Bijou, onde hoje é a Venézia; Bares - o do Posto Oásis; S. Martinho do Porto (verão) - Café/esplanada "SAMAR".
E ainda havia, como locais de convívio, a casa dos barcos no Parque e a sede do Sindicato dos Empregados do Comércio que estava situada num primeiro andar da Rua de Alexandre Herculano. Depois do Leite Gomes ter voltado dos Açores havia os convívios dançantes em vários locais com as músicas do leitor-gavador que ele trouxe da base das Lages.

Não quero monopolizar os comentários mas o Leite Gomes e o seu gravador é que devem ter estórias para contar! Como é que nós o contactamos? ANTIGOS ALUNOS ERO.

Higinio.......21-03-2008

Na Rua Herois da Grande Guerra, se bem me lembro, em frente à entrada para a garagem dos Capristanos, havia a Tasca do LOBO,local de grandes jogosde MATRAQUILHOS e SNOOKER.

O nosso amigo Zé Ventura tem que arranjar um "CANTINHO da ESCOLA no SEU MELHOR", para dar a conhecer tantos momentos deliciosos e marcantes passados com os alunos.Anos 50...1ºano do ciclo, estava a turma C no átrio que dava para o campo atrás da Escola,a equipar-se(?) para a 1ª aula de ginástica, quando uma voz grita bem alto,OH ITA TIRA A GRAVATA.A frase marcou até hoje.Quem se lembra dos protagonistas?

Santana Marques.........22-03-2008

Lá vai mais uma achega: Café Invicta, na Praça; Caldas Bar; Pastelarias Elias ( R Montras) e Conde (junto Farmácia Freitas); Tasca do António Henriques (junto Pc Touros); Papelaria Ramos (fte aos CTT actuais); Bailes Pimpões; Jogos Maratona; Pão de Ló-Alfeizerão e Café Facho-S Martinho;Todos estes locais fazem, também, parte dos nossos albuns de recordações

Vitor Silva........24-03-2008

Pão de Ló de Alfeizerão... o dos pretos à entrada.

A.Justiça.......25-03-2008

E não havia também a Pastelaria Baia, numa esquina do Largo da Copa...(Creio que era esse o nº que se dava ou dá ao Largo do Hospital Termal...)?
Creio que era de um familiar do Chico Cêra...
Tinha uns pastéis de nata de comer e chorar por mais...!!!

Maximino......26-03-2008

Sim Maximino. Era do pai do "Chico"E já agora ao lado no GATO PRETO, que também era local de encontro, haviam uns biscoitos deliciosos a saber levemente a limão.
E ainda me ocorre como local de encontro/diversão, a certa altura, da discoteca da Estalagem do Convento, em Óbidos.

Higino.......29-03-2008

É uma curiosa coincidência falarem do Chico Cera, já que é dele o depoimento hoje (29/3) publicado no Blog do ERO nesta série sobre "Os Locais de Encontro". Com caricatura e tudo! ANTIGOS ALUNOS EXTERNATO RAMALHO ORTIGÃO

J.J. ..........29-03-2008

A Pastelaria Baía, quando foi comprada pelo pai do Chico Cera, passou a denominar-se "O Rei das Cavacas".Por isso, ainda hoje, trato o Chico, carinhosamente, pelo cognome de "O Príncipe das Cavacas".

Sanches...........09-04-2008

Sem comentários: