domingo, 10 de agosto de 2008

De Augusto Carvalho a Armando Correia

Esta semana a Gazeta das Caldas dava-nos conta da morte de Augusto de Carvalho “foi um intelectual, um espírito independente que testemunhou os grandes momentos dos séculos XX sobre os quais teve sempre um olhar crítico”, e de Armando Correia “com a sua morte a cerâmica fica mais pobre"

“ Augusto de Carvalho estuda no primeiro curso nocturno da recém criada Escola Comercial e Industrial Rafael Bordalo Pinheiro. Faz parte de uma elite que inaugurou o novo estabelecimento de ensino em conjunto com Paulino Montez Júnior, Armando Valério, José Cabrita (filho), César Gomes, José Neto Pereira, José Fernandes e Joaquim Fernandes (ambos futebolistas), Francisco Graça e José Abrantes. A foto em cima foi tirada aquando da reunião dos cinquenta anos do primeiro curso nocturno da Escola Comercial e Industrial. Augusto Carvalho é o segundo sentado a contar da direita, ao seu lado ao centro está o Prof. Moniz Barreto.”

Armando Correia

Do Blog “Cidade Imaginária” do Prof João Serra.
"Despedida de Armando Correia, um dos nomes maiores da cerâmica contemporânea caldense. Representou-a em todas frentes que a afirmam e singularizam: o processo industrial, o artesanato urbano, o design, a aprendizagem escolar e em meio profissionalizante, o sentido decorativo e a aspiração artística tanto de raiz escultórica como pictural, esta última normalmente corporizada no azulejo. A obra pública mais importante de Armando Correia é exactamente um painel azulejar que foi concebido para o salão nobre dos Paços do Concelho das Caldas da Rainha.Destaque para as elaboradas composições temáticas que dedicou por exemplo a cenas bíblicas, a Gil Vicente ou aos mitos antigos. Armando Correia deixa um trabalho muito meticuloso, de grande apuro formal onde avulta o tratamento do corpo feminino.

Na foto Armando Correia (à esquerda) e José Paulo Ramos Santos, na Escola Industrial, em 1954.

Comentários:

Conheci o Armando há uns anos, através do seu irmão e meu amigo José, também já falecido...e ficámos amigos também...
O que apreciava sobremaneira no Armando...era a sua simplicidade, aliás, um atributo dos grandes homens...
Que descanse em Paz...

Maximino........11-08-2008

Conheci bem Augusto de Carvalho. Foi um dos maiores amigos de meu Pai, que era 1 ano mais velho do que ele. A ultima vez que o vi, foi no funeral de meu Pai, vai fazer 7 anos. No abraço que trocamos, nas lágrimas que chorámos, sem palavras, eu senti aquela amizade velha de mais de 90 anos. Foi com grande mágoa que soube da sua morte. Hoje, ao ler esta homenagem e, vendo-o na fotografia, as lágrimas voltaram.
O meu "Tio Augusto" não foi esquecido na terra que adorava e, onde hoje dorme o sono dos justos, junto da sua mulher e do filho.
Adeus "Tio Augusto". Um beijo e saudades, muitas saudades, da

Maria Sotto-Mayor..........14-08-2008

Gostava de ter uma digitalização desta foto do Armando Correia para dar aos netos dele.

Paulo Correia......18-11-2008

Tenho muito gosto. Por favor entre em contacto comigo para o mail zeventura@netvisao.pt
para eu lhe enviar uma digitalização com mais qualidade.

Zé Ventura

Com o avançar da idade, sinto que vou ficando mais só. Aqueles que iluminaram o nosso caminho, são agora archotes que se vão apagando.O Armando Correia foi um amigo, um caminhante de jornada na procura da liberdade, um caminhamte da descoberta atravez do barro, da poesia, da cor da forma.
Quiz o acaso que me tivesse encontrado com ele no Banco do Hospital em Caldas. Os dois passamos esse sabado todo nesse local, esperando resultados de analises e mais exames.Falamos, e ele sempre positivo achava que estava bem entregue e que tudo passaria depressa. Entretanto a meio da tarde decidiram que ele ficaria internado. Despedimo-nos.
Eu saí ao fim do dia.
Passado pouco tempo fui visita-lo na companhia do Ferreira da Silva.
Ficou contente quando nos viu. Voltamos passados dias (poucos). Já não nos reconheceu. Despedi-mo nos. Ficou a sua amizade, o seu fino trato, a sua obra, mas tambem a saudade.

Jorge Sobral..............02-02-2009

Sem comentários: