domingo, 17 de agosto de 2008

Finalistas de 1968

Esta fotografia que nos chega através do Jorge Sobral leva-nos até 1968 para recordar a viagem de Finalistas.
Os alunos em pose à beira rio são: Jorge Sobral, Francisco Coutinho, Fernando Caldeano e Manuel Vasconcelos.

José Ventura


Comentários:

Tudo boa gente...!!
E o rio...onde fica...???
Nestes tempos...cá o velhote estava também perto de um rio... de seu nome Rovuma...!!!
Onde fica este...???
Para os mais desatentos à geografia: No norte de Moçambique e faz fronteira com o Tanganica (Tanzania)

Maximino........17-08-2008

Ora viva meu caro Maximino.
Aproveitando o teu comentário acerca do rio, do Rovuma é claro, tenho a dizer-te que também andei lá por perto, mais propriamente na zona de Mueda. Estive numa Companhia em Muidumbe, que fazia parte de um Batalhão sediado em Nangololo, isto entre l967 e 1968. Saudades, não é? Pois é!Aqueles cheiros, os entardeceres o cheiro do chão molhado depois de uma chuvada. Ficou tudo bem cá marcado. Aquele abraço

Aires Macela.........19-08-2008

Olá amigo Macela...
Nunca estive na tua zona, embora dela ouvisse falar...
Passei por Mueda a caminho da Sagal, Diaca, Mocímboa da Praia, Palma e estive sediado em Pundanhar...pertencia ao Comando de Mocímboa do Rovuma...por aqui andei 8 meses...
Depois Marrupa (Vila cabral)mais 11 meses...chegou bem...!!
Depois 6 meses de autenticas férias...em Lourenço Marques...!!!
Mas é como dizes: quem sentiu o cheiro da terra molhada pela chuva...não esquece mais..!!!
E tantas outras coisas boas...que quem teve a sorte de não voltar "encaixotado" tem para recordar...
Ahh... e já me esquecia: cheguei a Mueda na vespera do Natal de 1965...e vim passar o Natal de 1967 a Óbidos, graças a Deus...
Mas ainda gostava de voltar às margens do Índico...
Um abraço

Maximino...........20-08-2008

Amigos Max. e Maçela se tivessem ido para Angola eu diria que eram massaricos, pois nessa altura eu ja estava quase de volta. Regressei a 10 de Fev.1966, estando os primeiros doze meses em Nambuangongo e como tal tambem tinha um rio bastante perto ,o rio Onzo. O pessoal moderno nao compreende bem que nos tiraram dois anos em plena juventude,mas no fim aprendemos algo e Angola, Moçambique e Guiné ficarão para sempre em nossas mentes
Adeus camaradas

Chaves.........26-08-2008

Depois de ter estado com o Chaves na Lareira, reitero o convite para que ele venha até ao lindo país do Québec.O único canto da Velha Europa na América do Norte. Isto é só para o provocar. Pois imagina que vim para o Canadá como tu, alguns anos depois e também andei por Nambuangongo como tu, alguns anos depois, entre Outubro e Dezembro de 1974. Durante esse tempo passei mais tempo no Quixico e Quipedro, e à cidade só vinha de vez em quando buscar a comida para o pessoal. Depois em Dezembro desci para Luanda onde fiquei até Outubro de 1975. Aqui as «férias», no largo da Sagrada Familia, não foram a 100% porque vim encontrar as dificuldades com que lutavam alguns dos meus conterrâneos, os Retornados, lá da aldeia e que me marcaram até hoje. No entanto graças ao pessoal de Abril apenas andei por lá 12 meses.
Na altura era bem mais novo que o Chaves, agora como pude ver em Maio, somos quase da mesma idade. Abraço

J.L.Reboleira Alexandre.......26-08-2008

Amigo Reboleira na verdade eu não sou muito de viajar. Fui uma vez a Montreal, fiquei lá um ou dois dias e chegou. A Cuba fui cinco vezes e a S.Martin uma, porque fui de avião e depois foi só descansar,mas obrigado pelo convite.Possivelmente irei em Outubro para Portugal outra vez, pois agora ja mando trabalhar os outros e e lá na minha Caldas e arredores e que eu me sinto bem. Falando na vida militar fui para Angola em 63 ao passar por Cicabo tive logo uma má notiçia, o Daniel Szabo tinha sido morto nas sete curvas em Cicabo (o Daniel era filho do treinador do Grande Sporting e depois do Caldas, além de ter sido junior do Caldas)na altura foi considerado um heroi,mas agora passou ao esqueçimento, assim como todos os outros militares não interessa ao país a nao ser que mais tarde se queira ser presidente como aqui na America. No dia dez Fev.66 cheguei a Lisboa no India e no dia 7 Set.do mesmo ano cheguei a Toronto, mas continuo a ter um certo amor por Luanda e Angola. Ja chega.

Chaves.........03-09-2008

Sem comentários: